Política Destaques

Print mostra como adolescente fingiu ser pai para esconder assassinato da família

Um print de conversa pelo WhatsApp mostra uma conversa do adolescente de 16 anos que confessou o assassinato de sua família em São Paulo.

Por Comando da Notícia

23/05/2024 às 14:15:28 - Atualizado h√°

Um print de conversa pelo WhatsApp mostra uma conversa do adolescente de 16 anos que confessou o assassinato de sua família em São Paulo. Na mensagem, o jovem fingiu ser seu próprio pai, justificando sua ausência no trabalho na Guarda Municipal de Jundiaí (SP), enquanto, na realidade, havia perpetrado o crime.

Foto: Guarda Municipal de Jundiaí/Divulgação

O print revelou que um colega de trabalho tentou contatar o guarda municipal no sábado (18), às 7h20. Sem resposta, enviou uma mensagem perguntando se ele estava de folga naquele dia. O adolescente, fingindo ser seu pai, respondeu três horas depois, alegando estar doente. Esta troca de mensagens acabou lançando luz sobre os eventos que levaram ao trágico assassinato.

O crime foi descoberto após o adolescente, cujo nome permanece não divulgado devido à sua idade, ligar para a Polícia Militar no domingo (19) à noite, confessando o horrível ato. Os corpos de seu pai, mãe e irmã foram encontrados na casa onde residiam, após três dias do ocorrido.

Segundo investigações, o adolescente teria planejado os assassinatos após ter o celular e o computador confiscados pelos pais como forma de punição. Na sexta-feira (17), ele pegou a arma de fogo do pai, que estava na cozinha de costas, e o matou com um tiro nas costas. Em seguida, ele atirou contra a mãe e a irmã.

O delegado responsável pela investigação descreveu o adolescente como aparentemente tranquilo ao relatar os eventos, destacando a necessidade de exames para determinar sua sanidade mental. Este print, junto com outras evidências, está sendo crucial para entender o que levou a esse terrível desfecho e como a tragédia poderia ter sido evitada.

Enquanto a investigação continua, a comunidade local está abalada e em busca de respostas sobre os motivos por trás desse ato hediondo. Este caso serve como um lembrete sombrio dos perigos que podem surgir quando os sinais de alerta são negligenciados.

Fonte: GAZETA BRASIL
Comunicar erro

Coment√°rios Comunicar erro

Comando Geral BG

© 2024 Comando Geral BG - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Comando Geral BG
Acompanhantes de Goi?nia